quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Petersburgo de Andrei Bely

Um amigo disse-me há uns dias que andava aí em tradução inglesa recente um romance imperdível, o Petersburg de um escritor russo, modernista, nada conhecido em Portugal. Comecei logo em investigações (porque há pessoas que me dizem "lê" e eu, invariavelmente, leio), só havia na Amazon, em Portugal não se arranjava em lado nenhum. Pois fui surpreendida (e adoro estas surpresas, que de tão habituais quase já nem surpreendem) com a notícia de que o Hugo Xavier, ex-Cavalo de Ferro e com quem trabalhei aqueles tão bons três meses, agora editor da Ulisseia, do grupo Babel, vai editá-lo ainda antes do final do ano. Estou já em pulgas, é por estas e por outras que ainda tenho esta fé nos grandes editores que nós vamos tendo por cá. É que eles estão mesmo em todo o lado. E não lhes escapa uma...

Sem comentários:

Manuel Resende

Manuel Resende, Em Qualquer Lugar seguido de O Pranto de Barlomeu de Las Casas , &Etc, 1997