quarta-feira, 2 de maio de 2012

no 1º de Maio comprei este


o meu querido Rancière pega na história dos proletários do início do século XIX e faz uma ponte com a contemporaneidade. nada mais actual, portanto.

Sem comentários:

Nós no Festival Silêncio, com a Cossoul

Este ano a Cossoul junta-se ao  Festival Silêncio  enquanto Parceiro Estratégico. Assim, o nosso espaço recebe parte da programação do Festi...