domingo, 24 de novembro de 2013

perfecto cuadrado em lisboa

por ocasião do congresso surrealismos em portugal Perfecto Cuadrado veio falar do que é isto do surrealismo. pediu como seria de esperar que parássemos um pouco na palavra "surrealismo". com o tempo a palavra banalizou-se, o sentido desviou-se. o surrealismo é, para Perfecto, uma revolução total que deverá transformar o homem. uma revolução interior que não permite a historiografia do movimento. como dizia Cesariny "entre nós e as palavras o nosso dever falar", falando dessa mesma revolução interior. Perfecto Cuadrado diz que o surrealismo quer descobrir a luz na caverna. essa aventura não se fecha em datas, é uma aventura constante e sem limite. os valores de hoje são a abjecção moral, as trevas são negras. por isso sobramos nós, as pessoas, à procura da luz. apenas nessa procura podemos encontrar um acordar. Perfecto Cuadrado apela a que este congresso e o falar-se e pensar-se o surrealismo mostre a necessária resistência contra o real quotidiano que resiste a ser reabilitado.

Sem comentários:

Manuel Resende

Manuel Resende, Em Qualquer Lugar seguido de O Pranto de Barlomeu de Las Casas , &Etc, 1997