quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

As aventuras de Guille e Belinda e o enigmático significado dos seus sonhos

há realmente momentos espatafúrdios de quotidianos em que, sem estarmos à espera, levamos uma chapada ou um murro no estômago, vá, o que emocionar mais. este livro foi um deles. sacana. é tão bom. é em tudo incrível mas o mais fascinante é o trabalho que a nossa imaginação tem de fazer e acrescentar ao livro.
a descrição do PÚBLICO: "Esta é a história de Guille e Belinda, duas primas e amigas que cresceram juntas numa pequena povoação fora de Buenos Aires, na Argentina. Através das imagens, acompanhamos os longos serões estivais de brincadeira e deambulação repletos de imaginação, espontaneidade e amizade, mas também os sonhos, fantasias e medos típicos da transição da infância para a idade adulta. A fotógrafa americana Alessandra Sanguinetti deu início ao projecto quando Guille e Belinda tinham ainda 9 e 10 anos de idade, em 1999, e continua a visitá-las e a acompanhar o seu percurso ainda hoje. O projecto já deu origem a dois fotolivros intitulados "The Adventures of Guille and Belinda and the Enigmatic Meaning of their Dreams" "


ver o livro aqui. 


There were always many visitors at Juana's, and most of them would sit silently sipping mate and leave without saying a word. Once every couple of hours a car would drive past,  or a man on horseback would ride by and tip his hat in salutation. The most regular visitors were her grown daughters Pachi and Chicha, who lived nearby with their own families. They'd come over with their youngest daughters Belinda and Guillermina, and chat as they prepared sweet fried bread and sipped mate. Beli and Guille were always running, climbing, chasing chickens and rabbits. Sometimes I'd take their picture just so they'd leave me alone and stop scaring the animals away, but mostly I would shoo them out of the frame.  I was indifferent to them until the summer of 1999, when I found myself spending almost everyday with them. They were nine and ten years old then, and one day, instead of asking them to move aside, I let them stay.
Alessandra
July, 2009






 

2 comentários:

Ana Carol disse...

Genial! Gostei do blog!

rosa disse...

que bom! vai passando :)

Manuel Resende

Manuel Resende, Em Qualquer Lugar seguido de O Pranto de Barlomeu de Las Casas , &Etc, 1997