segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

boris vian


chegou hoje pelo correio. apenas posso dizer que a treze dias do ano de dois mil e catorze este livro vem testemunhar que este é o ano do regresso e efectivação do meu querido espectáculo do Boris Vian. Yeeeeeah!! ganda malha.
aos que duvidam de mim, deste tão atrasado projecto apenas quatro palavras e três entre parentesis seguido de um ponto final: têm razão em duvidar (sou uma fraude).

Sem comentários:

Manuel Resende

Manuel Resende, Em Qualquer Lugar seguido de O Pranto de Barlomeu de Las Casas , &Etc, 1997