sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

O Mishima é tão bom que até faz aflição

caramba

2 comentários:

goo disse...

se te aflige ler o mishima porque é que lês?

rosa disse...

ai pá lê com o tom popular da coisa! com a mão sobre o avental!

Manuel Resende

Manuel Resende, Em Qualquer Lugar seguido de O Pranto de Barlomeu de Las Casas , &Etc, 1997