quinta-feira, 28 de março de 2013

IV Encontro Livreiro . 7 de Abril

já muitas vezes falei do Encontro Livreiro e da importância que ele assume no meu ano e no meu trabalho. Agora, a pouco mais de uma semana da próxima edição vou voltar a falar-vos dele. o encontro surgiu em 2010 com a grande energia e vontade da Culsete e do Manuel Medeiros, nosso Livreiro Velho, e da Fátima, com o incentivo único do Luís Guerra que nunca (nunca) desanima nem perde o entusiasmo. é um encontro de pessoas dos livros, num ambiente irreproduzível de intimidade e companheirismo. ali todos falam, não há convidados nem oradores nem mesas redondas. a postura deste encontro é portanto muito diferente de tudo o que se tem feito sobre livros onde uns têm coisas a dizer e outros têm notas a tomar. à volta de um moscatel de setúbal depois do peixe grelhado, num domingo de primavera, conhecemo-nos, falamos, discutimos o futuro do livro. a postura é sempre positiva, o ambiente é sempre descontraído e saímos sempre de lá com o peito cheio. desde o II Encontro que tenho o previlégio de trabalhar de perto com estas pessoas. de me encaixar no mesmo espaço e no mesmo entusiasmo, de saber que há sempre um último domingo de Março (salvo esta excepção, por causa da Páscoa) onde podemos abertamente dizer o que pensamos, debater ideias no verdadeiro sentido do debate e entender de forma aberta quais as ideias e as posturas de cada pessoa neste contexto. ali conhecemos pessoas de quem sempre ouvimos falar, revemos "amigos do Encontro Livreiro". dois meses antes começamos a encontrar pessoas na rua ou em lançamentos e a despedirmo-nos com o habitual "vemo-nos em Setúbal". por isso vemo-nos em Setúbal na tarde de 7 de Abril, na Culsete. deixo-vos em baixo o press que estamos a usar e qualquer informação que precisem estou à disposição ou têm sempre o blog do Encontro, Isto Não Fica Assim.
deixo ainda a notícia já aqui falada dos nossos Livreiros da Esperança 2013 Caroline Tyssen e Duarte Nuno Oliveira da Livraria Galileu em Cascais que serão homenageados neste dia. para além disso vamos organizar / pensar o Dia das Livrarias, numa parceria entre o Encontro Livreiro e a Fundação José Saramago, já celebrado pela primeira vez em 2012. 
portanto, até dia 7, como sempre, às 15h. a livraria Culsete fica em Setúbal, aqui.  

cartaz de Pedro Vieira

 
No próximo dia 7 de Abril, pelas 15 horas, a livraria Culsete, em Setúbal, recebe a IV edição do Encontro Livreiro.

O Encontro Livreiro é um espaço de debate e troca de ideias povoado por gentes do livro, de livreiros a editores, passando por escritores, revisores, tradutores e várias outras profissões directamente relacionadas com o universo do livro. É, sobretudo, um espaço povoado por leitores, condição transversal a quem trabalha no sector editorial e livreiro e a quem, não trabalhando, se reconhece na familiaridade que a partilha de livros e leituras oferece a quem neles se reconhece.

À semelhança da edição anterior, o Encontro Livreiro atribuirá o diploma “Livreiros da Esperança”, este ano distinguindo Caroline Tyssen e Duarte Nuno Oliveira, livreiros da Livraria Galileu (Cascais), que celebrou em Dezembro passado quarenta anos de actividade. Lembramos que o livreiro distinguido na edição passada foi Jorge Figueira de Sousa, da Livraria Esperança (Funchal).

No âmbito do Encontro Livreiro, que começou a reunir na Culsete por iniciativa de Manuel Medeiros, livreiro da casa, com a colaboração de Fátima Medeiros e Luís Guerra, vários projectos têm vindo a surgir e queremos que outros possam nascer da troca de ideias e pontos de vista que este Encontro pretende ser. O Dia das Livrarias, numa parceria entre o Encontro Livreiro e a Fundação José Saramago, assinalou-se em 2012 e voltará a assinalar-se este ano, prevendo-se que do IV Encontro saiam novidades sobre a sua organização. Também outros encontros nasceram deste encontro inicial: na livraria Traga-Mundos, em Vila Real, aconteceu no passado dia 24 o I Encontro Livreiro de Trás-os-Montes e Alto Douro, e noutras livrarias espalhadas pelo país começam a preparar-se novos encontros, de modo a descentralizar este espaço de discussão e ideias, levando o debate a todas as partes onde haja quem queira nele participar.

Sara Figueiredo Costa

Sem comentários:

Nós no Festival Silêncio, com a Cossoul

Este ano a Cossoul junta-se ao  Festival Silêncio  enquanto Parceiro Estratégico. Assim, o nosso espaço recebe parte da programação do Festi...