quinta-feira, 3 de outubro de 2013

os cadáveres esquisitos escritos na Pó dos Livros, num dia surrealista (VII)






Sem comentários:

Manuel Resende

Manuel Resende, Em Qualquer Lugar seguido de O Pranto de Barlomeu de Las Casas , &Etc, 1997